LOGO
A tal da “esquerda lacração” falácia do espantalho Full view

A tal da “esquerda lacração”

Por Vinicius Medeiros.

uma coisa chata nesse mundo é a tal da “esquerda lacração”

e não, não to falando de militantes anti-opressão liberais ou de tendência liberal, que dissociam opressão de exploração capitalista

estou falando da esquerda que fala que “classe é mais importante” como se a classe fosse uma entidade abstrata e não se desse JUNTO (não é depois, nem antes) a marcadores sociais de opressão, como gênero, raça e sexualidade – pra nomear só alguns

e aí, quando você vai debater com eles usando o próprio método de análise que reivindicam – mas, obviamente, não seguem e nem aplicam -, te chamam de “identitário” e “lacrador”

o engraçado é que se “lacrador” designa quem faz análises com bases puramente sentimentais (que nem sacam direito o que significa isso) e sem absoluta perspectiva material de classe, ou seja, de posição ocupada na estrutura econômica, então são eles, esses que colocam o dedo em riste para nos acusar de “identitários”, que estão negando sua própria orientação teórica e política, praticando reducionismos idealistas que nada tem que ver com o método ao qual dizem se alinhar e subsumindo debates complexos a xingamentos e desqualificações do interlocutor

algo, eu diria, bem típico do quase espantalho político da lacração

no fundo, é uma galera reacionária e conservadora disfarçada de revolucionária, que lança mão de uma teoria capengamente compreendida pra justificar preconceitos e resistências morais que não conseguiriam expor de outra forma

mas hora ou outra os disfarces se desfazem
o real se encarrega de rasgá-los

Written by Beatriz

Leave a comment