LOGO
Este assassinato tem nome: transfeminicídio raina aliev Full view

Este assassinato tem nome: transfeminicídio

A partir da Publicação de Faiza Khálida, relembre o caso da jovem transexual russa que foi assassinada a pedido do próprio pai, noticiado em novembro de 2016.

Jovem transexual operada é esquartejada na Rússia após casar e o pai pedir na TV para matá-la

A jovem transexual muçulmana Raina Aliev foi morta por esquartejamento na Rússia dias após se casar com um homem e ver seu pai ir a uma emissora de TV para pedir: “Tragam meu filho aqui e matem-no na minha frente”.

Raina, de 25 anos, realizou uma cirurgia de redesignação sexual, apelidada popularmente como mudança de sexo, em Moscou, há um mês. Poucos dias depois se casou com um rapaz identificado como Victor, também de origem muçulmana.

O crime ocorreu após o pai da jovem, Alimshaikh Aliev, descobrir os planos de Raina. Então, em uma entrevista a uma emissora local, apelou: “Podem matá-lo, eu não quero vê-lo”.

De acordo com informações da emissora de TV russa “REN TV”, Raina já era discriminada antes da sua transição de gênero por se relacionar com homens, o que foi agravado após ter se revelado transexual, iniciado a transição de gênero e passado pela cirurgia genital.

Após as declarações do pai, Raina relatou a polícia que estava sofrendo ameaças de morte. O corpo foi encontrado esquartejado e irreconhecível.

Blgospot de Faiza Khálida. 

NLucon.

Extra.

Written by Beatriz

Related Articles

Leave a comment